5 dicas para ajudar os compradores a se apaixonar pelo bairro


Compartilhar:

Atrair clientes para a sua imobiliária não é tarefa fácil. Além disso, depois do contato inicial, existe a missão de apresentar os imóveis disponíveis e conseguir convencê-los a assinar o contrato de aluguel ou compra. Mas, com as nossas dicas sobre bairros, você vai aprender a aplicar estratégias para diminuir as principais resistências presentes durante esse processo.

As preocupações dos visitantes são muitas: segurança, facilidades da localização, proximidade aos centros comerciais, infraestrutura dos serviços públicos e privados, qualidade das construções e tipo de vizinhança.

Por isso, para compreender melhor qualquer relutância e saber como fazer com que os seus clientes se encantem pelo bairro, você precisa partir de alguns princípios. Vamos lá!

1 – Associe as características do bairro à vida do seu cliente

Uma forma eficiente de diminuir a distância entre o imóvel apresentado e a resistência do seu cliente é relacioná-lo às atividades e valores que são importantes para o visitante.

Por isso, se ele tem filhos, chame a atenção para as boas escolas da região, as alternativas de lazer e prática de esportes. Mencione para as mulheres os serviços e produtos que são interessantes para elas, assim como para o público masculino.

Outro ponto interessante é ressaltar a qualidade de vida que pode ser obtida ao se residir naquele espaço: as opções de locais para alimentação, serviços de saúde, segurança, sustentabilidade ambiental, acesso à cultura, arte e música. Tudo isso vai fazer com que o seu potencial comprador se apaixone pelo bairro.

2 – Escolha dias e horários favoráveis para a visita

Entre as nossas dicas sobre bairros, não poderia faltar um ponto muito importante: a atenção e cuidado com o horário de visita.

Lembre-se de que esse fator vai influenciar a primeira impressão do cliente sobre o imóvel. Afinal, se você conseguir conquistar na primeira olhada, o seu trabalho se tornará mais fácil.

Evite dias de feriados, por exemplo, já que em datas como essa pode haver mais movimentações e barulhos nos arredores do imóvel. Esse tipo de situação é comum e até esperada, mas se o comprador estiver buscando tranquilidade, se sentirá desconfortável.

Condomínios, conjuntos habitacionais e apartamentos são menos propícios a sofrer com poluição sonora, a não ser que fiquem próximos a grandes avenidas e pontos comerciais e de lazer agitados.

Todavia, na dúvida, é melhor evitar visitas em horários de pico e dias comemorativos.

3 – Valorize todas as facilidades da localização

No primeiro tópico, você viu algumas dicas sobre bairros que pretendiam agregar valor para o comprador. Agora, vamos para as facilidades da vida prática!

Migmidia - Site para corretores e imobiliáras

Se necessário, conte com a ajuda de um mapa para destacar as possibilidades de locomoção mais fáceis, rápidas e curtas para avenidas estratégicas, hospitais, cidades vizinhas, universidades e local de trabalho dos futuros moradores.

Todos os atributos que podem tornar a vida do residente mais fácil devem ser destacados. Quanto melhor for a sua abordagem em relação a esse fator, menor resistência vai sobrar ao final da visita.

4 – Aponte para a qualidade da estrutura do bairro

Mesmo que a visita não seja realizada no período noturno, e muito raramente os envolvidos escolhem esse horário, aponte para a qualidade da infraestrutura do local: a iluminação, por exemplo, se destaca.

O bairro conta com acesso ao transporte público de forma facilitada? Mesmo que o principal meio de transporte sejam carros próprios, a qualquer momento pode ser preciso usar o transporte público.

Profissionais que podem ser contratados para trabalhar na casa ou prestar algum tipo de serviço, por exemplo, também necessitam, na maior parte dos casos, de acesso ao transporte público.

Já em relação ao tratamento e abastecimento de água e a distribuição de energia elétrica, se houver qualquer benefício e diferencial que possa ser citado, use essa informação.

Algumas localidades podem usufruir desses serviços por um preço médio mais baixo do que outros bairros.

Ademais, bairros inteligentes têm o aproveitamento de água excedente da chuva e placas solares. Se for o caso, todas essas informações vão ajudar o seu comprador a se apaixonar pelo bairro apresentado.

5 – Estude o imóvel e a localidade

Nossa dica final é: faça o seu dever de casa. Planeje todo o seu discurso antecipadamente e colete informações que podem ser menos óbvias para qualquer corretor de imóveis, mas que representam benefícios significativos como os citados no tópico anterior.

Essa técnica não é relacionada apenas ao imóvel que você deseja vender ou alugar, mas também em relação ao seu cliente, suas preferências, profissão e perfil familiar. Com essa tática, você conseguirá fazer uma combinação estratégica entre os bairros que tem disponíveis, localidades e compradores.

Compartilhar: